Daniel Kenedy Perdeu tudo no Casino

Daniel Kenedy Perde tudo no Casino

O ex-jogador Daniel Kenedy, de 46 anos que deixou de treinar o Leixões na época de 2017/2018, tendo-se afastado do mundo do futebol por razões pessoais, mesmo tendo todas as qualidades de um bom treinador. Kenedy refere que saiu do clube porque já não estava completamente focado no trabalho porque a sua realidade era outra.

KENEDY E O VÍCIO DO JOGO NO CASINO QUE PRECISAVA COMBATER

Kenedy começou a ir jogar ao Casino ainda antes de treinar o Leixões, quando foi afastado do Mundial de 2002 por ter acusado positivo num controlo anti-doping, nessa altura perdeu não só a possibilidade de jogar por ter ficado suspenso durante um ano, mas com este hecatombe na sua vida acabou também por perder a família ao se separar e ficar sozinho.

Sem a família e afastando-se dos amigos, entrou numa fase de vício no jogo, que ao princípio começou por ser uma brincadeira com alguns amigos para se divertir, mas depois passou a começar a ir jogar sozinho, e aí a situação descontrolou-se.

Quando passou a jogar no casino quase todos os dias, apesar de nunca ter jogado grandes somas de dinheiro nem ter chegado ao ponto de vender bens para suportar o vicio, a adrenalina do jogo levava-o sempre de volta ao casino, tendo gasto muito dinheiro numa fase difícil da sua vida.

Passou então a não conseguir cumprir as suas responsabilidades financeiras o que o levou a jogar ainda mais para tentar recuperar o dinheiro perdido, entrando no chamado efeito bola de neve, e tendo perdido todas as suas poupanças.

Depois do afastamento do Mundial em 2002 foi jogar para o Sporting de Braga na época de 2003/2004, e Daniel Kenedy começou então a sentir-se mais sozinho, ainda voltou a jogar no Marítimo mas sem a mesma confiança, não sem antes jogar nas ligas portuguesa e francesa, tendo sido campeão no Benfica e no FC Porto e passando também pelo Saint Germain, tendo assim uma carreira de sucesso com maiores possibilidades para gastar ainda mais no casino, no entanto nessa fase no estrangeiro as coisas acalmaram e quando foi treinar o Leixões não jogou no casino durante todo o tempo que treinou o clube, mas a sua cabeça estava sempre no Casino, o que o levou a desconcentrar-se daquilo que era mais importante na sua vida, o futebol.

kenedy e o vício do jogo no casino

Após treinar o Leixões Daniel Kenedy decidiu deixar o vicio do jogo e iniciou um processo de recuperação muito difícil, que começou por ter de ir ao casino escrever uma carta declarando que se proibia a si mesmo de jogar.

Foi um processo de recuperação doloroso que durou um ano, mas que deu resultado, pois com as sessões de terapia e as reuniões de aconselhamento e muita força de vontade, aos poucos superou a tentação do jogo e começou a ter paz de espírito e a fazer uma vida normal enquanto estava a trabalhar para o merchandising do Mundial 2018.

Atualmente numa nova fase da sua vida, e apesar de toda a angústia por ter prejudicado a sua própria vida familiar e profissional por causa do jogo, tendo-se desiludido a si próprio e aos que o rodeavam com os quais falhou, Daniel Kenedy quer recompor a sua vida e reconquistar a confiança perdida, voltando ao mundo do futebol, e que a sua vida possa voltar a ser como antes quer pessoal quer profissionalmente, afinal ainda é o mesmo Kenedy.

Atualmente Kenedy pretende apostar sim, mas em tirar o curso de nível III de treinador para aprender mais e ter no futuro a oportunidade de fazer um estágio e continuar a lutar para voltar a ter outra oportunidade no mundo do futebol.

Artigos Relevantes

Deixe uma resposta